Postagens

Quando procurar terapia?

Imagem
Quando procurar terapia?
Exceto quando houver indicação de um médico ou psiquiatra, não existe UM momento adequado. Geralmente as pessoas buscam ajuda do psicólogo quando: Sentem-se incompreendidos; Sentem-se isoladas;Sentem remorsosSentem que não são amadas;Têm dúvidas sobre questões existenciais;Apresentam dificuldades de relacionamentos ou de convivência social;Vivenciam conflitos familiares;Vivenciam relacionamentos abusivos;Percebem que estão se comportando de "maneira estranha ultimamente"Os sentimentos ruins(raiva, tristeza, medo) começam a dominar o cotidiano;Sentem dificuldades em aceitar a si mesmo, seja no que concerne à aparência física, ou ao comportamento;Têm pensamentos intrusivos e/ou perturbadores;Sentem um "Vazio";Sentem InvejaApresentam dificuldade de adaptação ao meio social, ao trabalho, ou ao ambiente familiar;Têm ideação suicida;Apresentam comportamentos compulsivos;Precisam tomar decisões difíceis;Precisam simplesmente deaprovaçãode alguém que…

Paixão - prazo de validade

Imagem
Os apaixonados costumam perder o senso crítico, especialmente nos primeiros meses de relacionamento, pois algumas partes do cérebro, responsáveis pelo raciocínio são "sequestradas" por outras partes que respondem pelo processo de apaixonamento. Isto ocorre para que os parceiros tenham tempo de se cortejarem, partindo para o acasalamento.
O amor comeu meu nome, minha identidade, meu retrato
O amor comeu minha certidão de idade, minha genealogia, meu endereço
O amor comeu meus cartões de visita, o amor veio e comeu todos os papéis onde eu escrevera meu nome
O amor comeu minhas roupas, meus lenços e minhas camisas,
O amor comeu metros e metros de gravatas
O amor comeu a medida de meus ternos, o número de meus sapatos, o tamanho de meus chapéus
O amor comeu minha altura, meu peso, a cor de meus olhos e de meus cabelos
O amor comeu minha paz e minha guerra, meu dia e minha noite, meu inverno e meu verão
Comeu meu silêncio, minha dor de cabeça, meu medo da morte
Composição: João Cabral de M…

Declarações de amor são realmente necessárias?

Imagem
Neste post, eu gostaria de refletir um pouco sobre o propósito nas declarações de amor.


Alguns indivíduos consideram a declaração de amor como o suprassumo do relacionamento afetivo, pois se trata do momento onde o outro entra em contato com sua emoção, conseguindo expressá-lo.

Este comportamento verbal dá margens a algumas questões pertinentes:

1. Qual  finalidade  das declaraçõesdentro das relações?
2. São realmente necessárias?
3. Têm prazo de validade?
4. Como saber se são falsas ou verdadeiras?

1 -  Qual sua finalidade dentro  das relações?

As cinco fases do luto afetivo

Imagem
Quando o amor morre...
“Acabou. E agora o que eu faço"?


Quando o amor morre...

Não importa o motivo: as rupturas quase sempre são dolorosas, mesmo quando não há mais amor. Isto ocorre, porque, segundo Helen Fisher (Bióloga que estuda as relações afetivas), nosso sistema de recompensa está habituado a receber as gratificações do parceiro, o que ajuda na produção de endorfinas pelo cérebro. Uma vez que o parceiro se vai, a produção de endorfinas cai, o que deixa o indivíduo em estado de apatia, tristeza e angústia.

Necessário considerar que se o sofrimento for IMENSO, causando comprometimento social (deixar de dormir, comer, trabalhar, etc.) convém procurar auxílio apoio terapêutico.

A paixão, seja ela correspondida ou não, dura em média 06 meses a 03 anos. Depois de um tempo há um declínio que pode se transformar em amor verdadeiro, amizade ou indiferença. A raiva não é o oposto do amor, mas sim, uma das formas pela qual se manifesta. 

Quem decidiu pelo rompimento pode começar aos pouco…

A blindagem contra apego

Imagem
A blindagem contra  apego
Uma crítica contra o desapego....

Apego atualmente é artigo de luxo, para poucos (bem poucos, aliás).

Apego, aqui deve ser entendido como o comportamento de aproximação e manutenção da relação. 

Não é patológico, nem doentio. É normal. Apenas os exageros devem ser contidos.

A blindagem contra o apego trata-se de um mecanismo de defesa, chamado Racionalização.

Freud explica que é buscar explicação racional para justificar pulsões inaceitáveis do ego. Portanto, o "pegar" seria a explicação racional para evitar o apego: "Pego, mas não me apego".. simples assim!

Mas.....






O problema, não é evitar o apego, mas sim, o motivo que está por trás da decisão de não se apegar: o que há de errado nisto?

Eu explico ( sem esgotar o assunto):

Apegar-se exige manutenção da relação; exige doar tempo, atenção, carinho;  exige alguém abra mão de uma parcela de seu tempo para relacionar-se com o outro; exige alguns pequenos sacrifícios cotidianos como ligar para saber c…

Psicólogas| Psicologos

Imagem
Psicologa, Psicologo, SP psicologa

Procure sempre uma psicóloga



Primeira consulta psicológica grátis.Agendamento de 1ª consulta psicológica - Clique aquiOu Whatsapp (11) 9-9984-9910 Email: psicologamaris@gmail.com Pode me adicionar para que eu (PSICOLOGO OU PSICOLOGA Maris) possa esclarecer suas dúvidas.
Consultório de PsicologiaRua Domingos de Morais, 770 – bloco 01 – sala 05 Sobreloja Vila Mariana - sp -São Paulo – 05 minutos a pé do metro Ana Rosa
Horário de atendimento: Segunda a sexta: 7:00-22:00 Sábados: 7:00-19:00 Domingos e feriados – Emergências
PSICOLOGO OU PSICOLOGA,  PSICOLOGO OU PSICOLOGA, PsicoterapiaAjudando a manter a qualidade da vida afetiva, pessoal e emocional.
Tratamentos  indicado para:  Ansiedade, Depressão, dificuldade de relacionamento (afetivo, social, profissional e familiar),  necessidade de aceitação,  baixa autoestima, lidar com sentimento de culpa, como manter um relacionamento feliz,  carência afetiva, dependência emocional, desmotivação, estresse,  dificuldade de c…

Temas de Psicologia

Diferentes tipos de apego

Psicóloga Bradesco Saúde


Colaborando para desenvolver habilidades afetivas, pessoais e emocionais. Ajuda emocional. Psicoterapia para Crianças, Adultos e Casais.

Indicada para pessoas com depressão, ansiedade, estress, dificuldades de relacionamentos (casa, trabalho, vida afetiva), ou apenas para quem quer se conhecer melhor.

Consultório de Psicologia Vila Mariana
Rua Domingos de Moraes, 770 - Bloco 01 - Sala 05 – Sobreloja - Metrô Ana Rosa – São Paulo –SP

Seg-sex: 7:00-23:00 - Sábado: 7:00 - 21:00

Agendamento de consulta psicológica gratuita

Whatsapp (11) 999849910


Horário de atendimento:

Seg-sex: 7:00-23:00 - Sábado: 7:00 - 21:00

Rua Domingos de Moraes, 770 - Bloco 01 - Sala 05 - Sobreloja

Metrô Ana Rosa – Vila Mariana - São Paulo -SP



Psicóloga| Psicólogo| Psicóloga Amil| Psicóloga Bradesco| Psicóloga Allianz| Psicóloga sulamérica| Psicóloga| Psicóloga em São Paulo